Marina Khattar de Godoy se formou em Arquitetura e Urbanismo na Puccamp em 2003. Atuou na área de paisagismo e fez especializações no exterior. Na UCLA (Universidade da California) Marina se especializou em Psicologia no Design, "Design Psichology", com renomadas professoras americanas. Lá aprendeu a possibilidade de desenhar e criar através do estudo do subconsciente do cliente. Também nos Estados Unidos, na UCLA, fez o "master" em Paisagismo Comestível, "Edible Landscaping", com um professor vindo do Havai especialmente para ministrar as aulas.

Sempre teve como hobby as artes. Desenvolveu-se em escultura, origami, artes gráficas e pintura, sendo uma de suas esculturas escolhida como destaque de uma exposição no MUBE, Museu Brasileiro da Escultura em São Paulo.

Fez um curso de joalheria de bancada na FAAP com o renomado Flávio Franco, professor que logo percebeu o talento da aluna para criar jóias. Especializou-se com Carlos Salem, importante nome da joalheria brasileira, em desgin e fez estágio em uma das maiores indústrias de jóias do país, a Denoir. Participou de um dos concursos mais importantes da atualidade, Tahitian Pearl Trophy, e ficou em primeiro lugar no Brasil e terceiro no mundo com a peça "Asas da Humanidade", um magnífico broche todo feito em ouro branco 18K, mais de 900 pedras brasileiras e duas pérolas de 16mm do Tahiti.

Foi convidada e participou de exposicões em Paris, na Galleries Lafayette, na importante joalheria "Arfan", também na França, em Milão (Itália), Boston, Baltimore, New York e Los Angeles, nos EUA.

Retornando ao Brasil, começou a criar espaços muito especiais. Fez uma análise sobre as necessidades do homem inserido num mundo globalizado, rápido e moderno, e percebeu a urgente necessidade do retorno da humanidade à natureza.. A partir daí começou a criar Jardins surreais, com as mais variadas árvores frutíferas, ervas medicinais e aromáticas, hortaliças, temperos e lagos com espécies aquáticas comestíveis como a flor de Lotús. Marina acredita que o contato das pessoas com as plantas traz efeitos terapêuticos e que a volta do homem à natureza é de fundamental necessidade.

Um de seus projetos de paisagismo integra hoje a celebrada mostra Casa Cor, em edição de Campinas, e pelo seu jardim irão caminhar e se deslumbrar em torno de 40 mil pessoas até o final da mostra. Marina, com seu “Jardim dos Sabores” recebeu o ”Prêmio Casa Cor de Melhor Projeto de Paisagismo 2011”.

  • Should be Empty:
contato@mkhattar.com.br